sábado, 9 de abril de 2011

Presente

É uma tortura ter uma memória como a minha e viver lembrando do que não convém...pra quê me lembrar de você se até eu já me convenci de que não tem nada a ver? Às vezes cansa ser assim! Queria poder jogar tudo pro ar e voltar a acreditar que esse tipo de romantismo um dia vai funcionar fora dos filmes de Hollywood. Mas nem eu mesma acredito mais nesse tipo de coisa. Esse meu novo ceticismo ta começando a me deixar meio que mal vista por aí. Eu por acaso tenho culpa se, do nada, parei de me importar com esse tipo de coisa? Tenho culpa se ainda me sinto nova demais pra gostar de alguém e realmente me comprometer com essa pessoa? Muito pelo contrário; com 15 anos eu já tava até planejando meu casamento! Já sabia como queira que fosse o projeto da minha casa, onde ia fazer minha especialização e etc. O que eu sei hoje? Que ainda tenho muito pra viver, muito o que conhecer. Pra quê pensar nesse tipo de coisa se eu nem tô no meio do meu curso e já penso em fazer outro? Bem, não sei se pra alguém meu modo de ver as coisas atualmente está errado, mas pra mim está funcionando muito bem viver um dia de casa vez, pensar só no momento presente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário