quinta-feira, 14 de abril de 2011

Realista

Tem coisa que eu não entendo mas ISSO? Já tá bem além do meu entendimento faz séculos! Não, eu não me forço a gostar de ninguém; nunca fiquei com ninguém na expectativa de depois começar a gostar. Ou eu gosto, ou não dou nem chance pra depois não ficar naquela ilusão e tal; podem me chamar do que for, prefiro me considerar realista!

sábado, 9 de abril de 2011

Presente

É uma tortura ter uma memória como a minha e viver lembrando do que não convém...pra quê me lembrar de você se até eu já me convenci de que não tem nada a ver? Às vezes cansa ser assim! Queria poder jogar tudo pro ar e voltar a acreditar que esse tipo de romantismo um dia vai funcionar fora dos filmes de Hollywood. Mas nem eu mesma acredito mais nesse tipo de coisa. Esse meu novo ceticismo ta começando a me deixar meio que mal vista por aí. Eu por acaso tenho culpa se, do nada, parei de me importar com esse tipo de coisa? Tenho culpa se ainda me sinto nova demais pra gostar de alguém e realmente me comprometer com essa pessoa? Muito pelo contrário; com 15 anos eu já tava até planejando meu casamento! Já sabia como queira que fosse o projeto da minha casa, onde ia fazer minha especialização e etc. O que eu sei hoje? Que ainda tenho muito pra viver, muito o que conhecer. Pra quê pensar nesse tipo de coisa se eu nem tô no meio do meu curso e já penso em fazer outro? Bem, não sei se pra alguém meu modo de ver as coisas atualmente está errado, mas pra mim está funcionando muito bem viver um dia de casa vez, pensar só no momento presente!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Fura-olho

Amiga que fura-olho não é amiga. É apenas uma pessoa que conhecidentemente sabe muito sobre você e que você, sem um motivo aparente, se importa. O que acontece pra uma pessoa do nada se interessar pela que outra pessoa, supostamente sua amiga, já está de olho? Eu, graças à Deus, nunca passei por isso. Mas acho que é algo do tipo... de querer sempre algo a mais. É, deve ser isso. A sensação de conseguir algo que outra pessoa deseja deve ser muito mais satisfatória do que simplesmente conseguir algo que só você quer. Pessoas solteiras que o digam! Fala a verdade: aquele cara bonitão, quando sai do carro sozinho você pensa logo "ih mané". Mas quando sai acompanhado já é "iiih olha que gato!". Mas pensa direitinho.. uma coisa é você pensar, outra é você agir! Ainda mais se a pessoa que vai receber uma furada no olho é conhecida sua, e, às vezes, até íntima! Não digo "já pensou" porque já aconteceu quando eu estudava no colégio... uma amiga minha achava um menino lindo e contou à mim e à outra "amiga" da gente. Pouco tempo depois a cretina já tava "pegando" o outro! É, parece que tem gente que gosta disso; ainda depois ela "pegou" mais dois paqueras da gente (de mim e dessa minha amiga [que é de verdade!]). Mas voltando ao presente! Não que eu seja à favor dessa historinha de menino amarelo de "meu paquera pra sempreeee" mas... tem uns que... né? Meninas, entendam por favor! E não me deixem mentir quando digo que se uma amiga sua "pega" um desses ou até fica de olho... você MORRE! Eu mesma tô morrendo atualmente...
E pros meninos, eis algumas dicas de quem já passou por uma situação ridícula: primeiramente, se você está interessado em alguma menina, FALA COM ELA! Se você não o fizer, como quer que os outros saibam do seu interesse e, sei lá, caiam fora? A segunda dica diz justamente o contrário: se você NÃO está interessado em outra menina, NÃO CONVIDA ELA PRA SAIR, NÃO DÁ PRESENTES, NÃO MANDA MENSAGEM E NEM LIGA PRA PASSAR TEMPO FALANDO BESTEIRA! Qualquer ser humano normal entende esse tipo de "intimidade" como algo a mais (principalmente se o imbecil em questão é além de tudo fisicamente agradável).
Mais dicas eu dou outro dia quando estiver sem TANTA coisa na cabeça!

Fica a dica cara!

1. Tire-a do pedestal;
2. Dê um fim;
3. Não tente contacta-la;
4. Se exercite;
5. EVITE OS AMIGOS DELA E LOCAIS QUE ELA FREQÜENTA;
6. Jogue fora tudo que lhe faz lembrar dela;
7. Não tente recuperar suas coisas;
8. Saia com seus amigos;
9. Exercite sua liberdade recém descoberta;
10. Lembre-se dos momentos ruins.

Não acho que eu precise dizer mais nada!

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Justo

Acho justo que as pessoas se sintam ameaçadas, ou até mesmo amedrontadas por certas circunstâncias. Acho justo que elas queiram se defender e até mesmo bater de frente. Mas se sentir ameaçado e recorrer à meios que implicam no uso da "força bruta" e envolvam outros indivíduos ou grupos, nem sempre é o caso. Já pensou como seria se uma criança que cai muito na escola colocasse a culpa numa outra criança e os pais se metessem no meio? Uma confusão geral! Só digo isso... não vale à pena! É uma dor de cabeça por NADA.

domingo, 3 de abril de 2011

Cátia

Meu cérebro ferve. Minha cabeça roda, roda e parece que eu girei o mundo inteiro num segundo. Eu danço, danço, danço. De olhos fechados, braços pra cima e garrafa na mão, o mundo parece de repente fazer sentido; eu existo pra viver assim todo santo dia! Sal, tequila e limão. Pista! Um bando de bundas em mim se esfregando em mim, por favor né? Como diria o da night "a de trás é minha!". Ah e dor de cabeça pós Cátia é a trevs!

Atualmente

Compromisso é uma coisa engraçada... muita gente morre de medo, outros são loucos pra se aventurarem numa coisa séria. Mas o que acontece num relacionamento de verdade, sem nada a esconder e onde um gosta muito do outro e a recíproca é verdadeira, eu sinceramente não sei.
E mais uma vez, sinceramente? Não estou nem um pouco interessada em saber atualmente.

e é FATO!

Tô começando a achar que homem nenhum nunca gosta de verdade de ninguém... como é que num dia tá "meu amor" pra cá, "minha linda" pra lá e é só terminar que já começa a chamar outras meninas pra sair? Claro que se acabou, acabou. Mas não precisa nem de um tempo pra esquecer? Não sou nada a favor de pessoas que, como eu, quando gosta de verdade demora milênos pra esquecer e sempre que lembra só falta chorar, mas também tenhamos um pouco de bom senso e pelo menos disfarcem melhor, sei lá! Acredite: se a menina aceitar sair com você sendo sua amiga e conhecendo a situação das duas uma: ou ela saiu como sua amiga, ou ela é uma vadia que desde sempre queria que você terminasse seu namoro pra ficar com ela (o que convenhamos retardadinho, não é legal!)