quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Thombs UP!

É incrível como uma andar de ônibus deixa a pessoa mais inspirada viu. Eu, por exemplo, não tava com nada na cabeça pra voltar a escrever aqui; foi só andar de ônibus que vi cada coisa... que tive que escrever! Primeiramente vou deixar bem claro que eu não sou fifi; faz tempo que não ando de ônibus porque tenho carona pra faculdade. Quem é que morando no meio do caminho pra faculdade, onde muita gente passa todo santo dia, não pede carona né? Não sou mané rapá! kkkkk e claro, só peço porque é minha amiga que me dá carona! Não sou de pedir carona pra qualquer um, depois a pessoa acha que tá sendo explorada, xápralá! Então.. busão! É triste você morar antes do ponto de ônibus. Você, caminhando naquele sol escaldante, suando feito um condenado, andando rápido pro infeliz do ônibus não passar... e quando você olha pra trás, lá vem ele, correndo bem depressa pros otários terem que esperar por outro. E ainda tem gente (tipo eu) que se dá ao trabalho de pagar o MICO de sair correndo atrás desses...! É, já fiz isso. Mas é passado (ou não?). A verdade é: se você já perde tanto tempo na sua vida, porque tem que perder ainda mais esperando ônibus? No fim das contas ele sempre vai vir lotado, ou com um tarado do seu lado, ou com recém-saídos da cadeia ameaçando todo mundo, ou com gente muito fedida e mal-educada. E por incrível que pareça, eu amo ônibus! Sei lá, aquela aglomeração me dá muito o que pensar! Ficar observando o comportamento humano me deixa muito pensativa. Às vezes penso coisas boas, outras não tem como. Me diga você: quem entra no ônibus com um miiiiiiiiiiiiiiiiiii(...)cro short, blusa rasgada e amarrada pra aparecer o buxo, cabelo que de tão sujo você quase vê o óleo escorrendo, e não quer que ninguém pense nada à respeito? É, cada pessoa tem a sua vida mas convenhamos né? Sou à favor da liberdade de expressão em todos os sentidos, mas saber o que convém também conta. E outro comentário: seja você a garota do cabelo feio e do óculos maravilindo, a dos dentes tronxos e da roupa legal, o velho esnobe ou o moleque trombadinha, se você fica em pé no corredor do busão é pra levar chute e pisada! E eu não digo isso porque gosto de dar não, inclusive eu levo MUITO (parece que as pessoas tendem a se jogar do lado dos baixinhos, eeeu hein!). Mas só não fiquem com raiva quando eu estiver no ônibus, indo pra faculdade cheia de treco nos braços, trombar em algum de vocês hehe :)


quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Quando foi que aconteceu?

Quando foi meu Deus, que eu comecei a ficar tão... maluca? Não sei mais de nada. Nada sobre mim, sobre ninguém. Sou só o que convém para a situação. É estranho admitir isso, ainda mais eu que sempre tentei ser tão eu, tão diferente que pudesse de certa forma me sentir meio que de fora. Agora me sinto de fora também, mas não por ser diferente de um jeito bom; muito pelo contrário. Não sinto como se estivesse sendo puxada pela sociedade nem nada eu simplesmente... me sinto vazia. É isso, me sinto vazia; mais vazia do que jamais estive! O fato de ter tido e não ter sabido dar o valor devido está me afetando de um jeito muito repentino. Tão puro tão...nobre! Não conseguir corresponder à altura de um sentimento assim me deixa honestamente questionante quanto à minha capacidade de amar. De fato esse sentimento, no contexto no qual o ponho, só aconteceu à mim uma vez em vinte anos de vida, e não terminou de um jeito muito convencional. Pra falar a verdade acabou sem que eu ao menos notasse. Mas oportunidades... ah, elas apareceram pra mim sem que eu as quisesse pelo simples fato de acreditar em algo que não mais existia. É incrível que quando a gente quer, cria tudo dentro da gente né?  "A gente não percebe o amor que se perde aos poucos sem virar carinho. Guardar lá dentro amor não impede, que ele empedre mesmo crendo-se infinito." É, acho que foi mais ou menos isso... quer dizer, eu acho isso agora, vai saber o que eu vou achar amanhã! Metamorfose ambulante, eis-me aqui! Só sei que nada sei... Já dizia Clarice Lispector: "Mas eu sou tradicional. Sou convencional, apesar de não ser normal."

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Três dias

Ai que sono! Só acordei hoje na carreira... por mim mesma não tinha vindo. Tô na reitoria (pra variar) e minha vontade agora era de  dormir aqui mesmo. Aula? Haha não faz diferença, sou FODA em inglês. Ok, parou. Oh shit! Era isso que eu mais temia... tava sozinha na sala até agora quando chegou meu coleguinha mais querido. Ow presente errado de Deus viu? Pelo menos deu bom dia ne; acho que ele devia era pedir desculpa pelo perfume doce que ele tá usando! Ai, vou parar de falar do coitado, tô começando a me sentir mal por isso.


(E foi o que deu pra escrever na sexta, 12/11 antes da aula começar).

Essa vida...

É uma caixinha de surpresas! Estou sem internet em casa, legal né? Mas agora é sem internet de verdade! Meus pais preferiram cancelar aquela porcaria daquela velox, só fazia dar raiva! Então aqui estou eu, tendo que passar o feriado pesquisando meus trabalhos na casa dos outros... ê vida de gado!

domingo, 7 de novembro de 2010

Tem gente muito limitada nesse mundo viu? Jogar um papel no chão e depois vir com a desculpinha esfarrapada de que "foi só um, tem gente que faz muito pior" é o FIM DA PICADA! Não sabe ter vida e opinião própria não, é? Pqp, isso me deixa extremamente frustrada... se faz besteira, por favor, admite! Só não me vem com desculpa de gente BESTA e sem educação! Caso você não saiba coleguinha, é de um em um que o mundo está podre como está.



sábado, 6 de novembro de 2010

Ônibus... NÃO!

Hoje o dia começou atrasado, digamos. Logo cedo tive aula de italiano que eu não sou lá muito chegada. Graças à Deus meu professor é ÓTIMO como eu já disse anteriormente; faz tudo ficar bem mais fácil e legal de aprender! Por exemplo: como eu não sei falar nada em italiano, prefiro ficar na minha e tentar ficar invisível. Eu tava lá, fazendo minha linda trança quando de repente o professor parou de dar aula e ficou olhando, tentando aprender... confesso que fiquei morta de vergonha! Porém foi engraçado, fiquei imaginando se fosse outra pessoa na sala no meu lugar e perdi um pouco da vergonha hehe daí ele começou a me chamar de trencia, que é trança em italiano e me disse que ia fazer a trança no rabo do cavalo dele.. oh, fiquei honrada hein? De qualquer maneira.. depois disso ele passou um filme: Manuale D'amore. É, o título realmente não é nada convidativo, não pra mim pelo menos. Mas o filme é uma reseeeeeeeeenha!! Ele começou a passar o filme pra turma semana passada; claro que eu, como uma boa curiosa baixei o filme assim que consegui encontrá-lo! E é muito bom.. obviamente que existem aquelas cenas desnecessárias, pouquíssimos filmes hoje em dia não têm (ou o acento foi tirado? Whatever!). Mas aprender palavrões em italiano não tem preço! Hehehehehe mudando de assunto né?! Bom, depois da aula peguei o busão, famoso companheiro de estudantes universitários. Agora toda vez que vou pegar um eu pergunto ao cobrador se passa aqui pela rua. Sabe como é, trauma de pegar ônibus errado e tal. Uma vez fui parar do outro lado da cidade, literalmente! Quando dei por mim ele já tava parado no terminal e o motorista já tava dizendo pra mim que só ia sair em 30min! Essa foi a vez mais bonita que me perdi, e a que fui mais distante.. das outras nem me lembro muito bem! Mas então, minha viagem de hoje. Pouco depois que subi e consegui lugar (YES!) entrou uma menina super arrumada. Até aí tudo bem, não vou mentir que se eu pudesse me bancar teria roupas tão arrumadas quanto as dela (acho que não pra andar de ônibus mas...). Porém a criatura parou pro cobrador e falou "Eu vou pro **** ok?" como se o cara fosse o chauffeur dela! Só não ri da situação porque eu tava chocada demais pra isso. Depois que a belezura senta, fica olhando pra trás, pra mim; olá, eu tenho cara de quem gostou de você? Não querida, então PÁRA de me encarar! Oh céus, como eu odeio quem fica me encarando sem nenhum motivo! Depois disso passamos por um viaduto daqui... e tão pintando ele POR DENTRO (quer dizer, não sei o nome exato daquilo mas acho que é viaduto mesmo). Pelamor né, se querem mostrar obra porque não vão fazer casas pra quem precisa ou CALÇADAS na cidade? Acho um absurdo cadeirante ter que passar pela pista porque não tem calçada decente pra eles. DIGO MERMO! hehe passou a sessão desabafo. Depois do viaduto entrou a alegria no busão: vendedor de balas! Ai como eu fico feliz quando eles entram e eu tenho dinheiro! É, e daí que eu tenho 20 anos e sou viciada em chiclete VÉI? Melhor que ser drogada ou fumante! HÁ! Enfim, comprei meus chicletinhos e continuei a linda viagem que pelo que vocês tão vendo é uma viagem meeesmo! Daí chegou a parte feliz: minha loja! É porque quando você passa pela mesma vitrine todos os dias que vai ver a civilização e sempre tem coisas que você gosta, você meio que aluga a loja pra si não? Não? Hummm... então sou só eu, ok! Mas que a minha loja é linda isso é fato! Depois: cinema novo, caixa econômica, casa vieira... do outro lado da pista: pet shop, farmácia, lugar onde vende esterco (?) e hospital. É, acho que vou parar de escrever por aqui mesmo; quando me empolgo, me empolgo e ninguém lê!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Internet

É incrível como uma coisa tão 'simples' como a internet consegue te deixar tão dependente de uma forma que você não consegue explicar né? Hoje por exemplo, cheguei em casa MORTA de cansaço depois da aula e vim pra internet. Fazer o quê? Ah, nada de importante mesmo. Só criar uma conta pra mim no facebook... e pra quê isso? Também não sei ora, não se faça perguntas difíceis menina! Só sei que comecei a mexer numas coisas aqui, besteiras, claro, e não saí até agora! Acho que tô fazem umas 2h sem nem me levantar direito pra nada. Cadê que esse interesse todo surge na hora de estudar? HÁ! Não faço a mínima idéia de pra onde ele vai... quer dizer, ele está preso ao computador. Oh maldito viu? Pra quê tinha que existir a internet? Claro que é um ótimo meio de se comunicar e blábláblá. Mas PORQUÊÊÊÊ? Porquê ela tem que ser tão atrativa? Juro que tento mas não entendo... só sei que agora vou dormir porque amanhã vou estudar, ou melhor, TENTAR estudar! Bye!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Graaaaaça

Eu acho super engraçado que tem um monte de gente que vem pra mim e comenta sobre meu blog, mas que quando chego aqui não tem comentário algum nas postagens. Please gente, me deixem mais feliz e menos enjoada colocando os comentário aqui  8) hehehe prometo que vou tentar ser mais meiga nas postagens (mentira!) e falo de cada um de vocês que comentar (CUIDADO!). Beijos e vinhos (não gosto de queijo) pra vocês :)

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

HÁ! Agora entendi porque não estava pra ninguém mais cedo hehehe sono da poxa, fazia tempo que eu não ia dormir tarde, e é melhor não voltar à velhos MAUS hábitos né? Dormir logo porque amanhã é dia de trabalho (literalmente falando!). Ouvindo uma música super fofa aqui mas que não fala naaaaaaada de mim :P
Boys Like Girls - Two is Better than one (feat. Taylor Swift)

Hoje

Não tô pra nada nem pra ninguém. Acordei com o pé esquerdo? Vai saber... só sei que não tô com vontade de sair nem de conversar porque sei que vou fazer besteira. É, a vida é um graande recomeçar sempre, vamo lá!Tô com a música I AM MINE do Pearl Jam na cabeça desde que a ouvi de novo na rádio ontem. Deu saudade, vai ela aquiTô louca pra aprendê-la no violão, espero que não seja difícil hehe


ps.: os olhos da foto são meus mesmo. Foto antiga porém é uma das poucas que tenho aqui.

29/10/2010

Haha tô aqui na reitoria de novo... e adivinha só? As salas tão todas inundadas muahaha tão aqui tentando secar todas, mas acho que isso não vai ser tão rápido. Não, eu não gostaria que a aula fosse cancelada por dois motivos: primeiro porque eu gosto muito de inglês! Se fosse a aula de italiano eu não ia fazer nem questão pelo simples fato de que eu sou péssima. Segundo motivo: eu REALMENTE não tô nem um pouco a fim de pegar um busão topado e fedido pra chegar em casa toda molhada de chuva e depois de horas. É, tudo isso aconteceu à reitoria porque ontem choveu um dilúvio daqueeeeles por aqui... adoro chuva, ainda mais quando vem em grandes quantidades que te impedem de sair de casa e ir pra aula muahahahahahaha e foi exatamente o que ocorreu! Em plena luz do dia começou o temporal que fez a cidade ficar um breu danado. O jardim daqui de casa? HÁ virou piscina! E isso não foi o pior, claro. Em partes mais baixas da cidade as ruas estavam completamente alagadas; isso com apenas 3 horas de chuva!! Pra vocês verem como as obras de saneamento básico daqui são ótimas, né governador! HUMPF não quero e nem vou falar de política! Ah meu querido coleguinha, o metido e bestão acabou de chegar. Ou melhor, acabei de vê-lo né... porque tem gente que prefiro nem ver! Ah finalmente liberaram pra gente entrar nas salas... a minha tá normal. Quer dizer, o teto ta pingando mas fora isso tá de boa! Só as duas primeiras foi que praticamente se desfizeram em água e tinta do teto que caiu. Ômi, eu mudaria de turma pelo simples fato de não gostar NADA desse ser insignificantemente chato e estupidamente metido que não tem naaaaada de especial. Ow meu Deus, que vontade de me matar! Graças à Deus a professora chegou e eu fico por aqui! Au revoir :)

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Pensar

Oh, né que o dia hoje foi bonzinho? Tirando o fato de que ontem fiquei acordada até 1h da manhã, acordei 'cedo' hoje e passei o dia todo bocejando, foi muito bom! Ah claro, tirando também a parte que fiquei de mau humor durante boa parte do dia.. hehehe mas ALGUNS colegas da faculdade conseguem deixar tudo beeem mais tranquilo! É, mas acho que o que deixou meu dia mais feliz hoje foi simplesmente o fato de que estou entendendo cálculo! É, inacreditável não? 




Pra falar a verdade eu gosto de matemática desde a sétima série, quando a professora do colégio que eu estudava era MARAVILHOSA e fez muita gente começar a se interessar pela matéria. Antes dela eu odiava matemática, me lembro como hoje do meu professor bocó da quinta série me chamando de "ANALISE"... nossa como eu odiava isso! Mas graças à Deus ela surgiu na minha vida viu, e durou 3 anos ensinando pra minha turma. Juro que quando eu soube que ela não ia mais me ensinar, chorei. É triste quando alguém que soube te doar tanto conhecimento sai tão bruscamente do seu dia-a-dia e passa a ser só seu ex-professor. Enfim! Depois que eu soube que ela não ia mais ensinar pra gente, saí do colégio. HEHEHE claro que não foi por isso né? Tudo bem que tive muita sorte de me dar bem com a mudança repentina, mas mais sorte ainda foi de ter adorado a grande maioria dos professores. Todos muito bons (alguns sem saber passar o conhecimento :p), aprendi muita coisa com eles e com a turma toda. Agora na universidade nunca pensei que fosse voltar a sentir esse amor pela matemática como senti hoje! Cheguei em casa morrendo de vontade de pegar uns exercícios e começar a fazê-los todos JÁ pra ir me testando... maluca é VOCÊ! 

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Fobia

Tive um ataque de fobia há uns 15min. É, foi tenso, tô até agora me tremendo toda, da cabeça aos pés literalmente. Simplesmente saí pra fechar a torneira e tinha uma tarântula gigante no muro. Eu, que tenho aracnofobia, vendo uma tarântula ENORME no muro da MINHA casa... tive um treco. A única coisa que pensei em fazer foi correr. Correr e chorar... não chorei porque sempre me chamam de chorona aqui em casa. Daí corri. E chamei painho!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

...

Estou me perdendo em mim... e é tudo que há de se saber. 
Olhe, mas não para mim e sim para tudo o que existe de fato,
porque eu me extingui para lhe satisfazer.
E o que sobrou senão sinônimos?

domingo, 24 de outubro de 2010

Ontem eu vi...

Gente do céu... nunca vi tanta piniqueira aqui como ontem! Não sei se o motivo foi simplesmente porque eu nunca mais saí ou se é porque teve um show de samba e pagode... ou a junção de ambos? É, acho que ambos estão certos. Puts cada uma que passava eu dava graças à Deus por ser diferente DAQUILO. Pelo menos eu acho ser... o quê é uma piniqueira? Hummm piniqueira segundo o Dicionário inFormal aqui na internet é: Mulher de baixo poder aquisitivo e geralmente feia, empregada doméstica, baranga. Tirando o fato de que esse 'significado' é um tanto o quanto discriminado, é mais ou menos isso. Um exemplo prático:  ontem eu, mainha e minha irmã mais nova estávamos saindo do shopping. Quando chegamos na porta tinham 3 meninas com abadá, MICRO shorts, SALTO ALTO, cabelo CHAPADÉRRIMO, ouvindo música bem alto de um celular e cantando. É, piniqueiras. Mas a pior parte foi que a gente entrou no elevador com elas e ao invés delas ficarem caladas nãããão, começaram a cantar. Um elevador miúdo com piniqueiras que iam prum show de pagode cantando swingueira é DEMAIS pra minha cabeça! Eu tava à ponto de mandar elas calarem a boca quando uma parou de cantar e começou a falar que não usava ouro. OI? E EU QUERO LÁ SABER SE VOCÊ USA BIJUTERIA FALSA? Marrapaz. Ainda bem que era só um andar! Outro exemplo prático: fomos ontem ao aeroporto pegar painho e quando saímos do carro vimos uma mulher com um MICRO short, com marquinha de biquini ACIMA DO SHORT (ECAAAAAAA), uma blusa dessas que já saiu de moda NEON e com um daqueles perfumes que de tão doce fariam uma grávida vomitar à metros de distância! Em outras palavras piniqueira é aquela que estraga a moda. É incrível como essas criaturas tem a capacidade de escolher itens que até então eram usados pelas riquinhas e transformá-las em roupas de se usar em casa escondido de todo mundo.. é, porque se você usa isso na rua já olham pra você diferente "ih olha aí uma piniqueira!". Encurtanto: piniqueira PRA MIM é aquela mulher/menina que usa all star de cano alto com saia jeans curta e blusa de banda de rock, diz que AMA algum artista e te mataria se você falasse uma vírgula contra ele mas não sabe NADA sobre o tal babaca, consegue banalizar coisas bacanas como óculos wayfarer e músicas, tira fotos ridículas imitando alguém e se acha a maioral por isso, sai xingando todo mundo na internet e adora puxar briga onde estiver... tem muito mais coisa que essas criaturas das trevas fazem, mas no momento só me lembro dessas porque tô MORTA de fome!
Vale ressaltar que essa é a minha opinião!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Vai dizer

Tô aqui na reitoria, esperando pelo início da aula de inglês. A aula começa só às 08h mas tô aqui desde as 07h20 (isso porque acordei às 06h!)... vida de caroneiro (ainda mais quando é com sua mãe) não é nada fácil! Pois é, tô aqui tentando adivinhar qual foi minha nota hehehe já sou formada no CNA mas sabe como é né, uma escola de inglês não é nada pra quando você gosta mesmo da língua. Pelo menos eu me sinto assim! Então, bem, acabou de chegar um coleguinha meu aqui na sala... puxou um início de papo. Espero que ele não esteja esperando que a coleguinha dele aqui puxe assunto. Acontece que essa coleguinha tem probleminhas e não se sente muito à vontade puxando assunto com pessoas recém-conhecidas. Quer dizer, não com homens recém-conhecidos que quando te encontram na universidade fazem cara de "fala comigo por favor"; isso é de dar medo! Ah bem, ao menos chegou outro coleguinha agora... apesar desse ser chato e metido pelo menos vai fazer melhor companhia ao maluco da olhadinha do que eu. Qualé, eu não sou muito chegada a conversar besteira com qualquer pessoa não; pode parecer meio viagem mas as besteiras eu guardo pra quem já conheço, assim ninguém se assusta demais. Faz sentido...? Ômi deixa quieto. E cadê a professora que não chega meu Deus? Já já vou ter que puxar assunto com essas criaturas aqui pra que não fique estranho né? Ou eu saio da sala? Humm... acho que a opção 1 é mais 'humana' né? Bem, nesse caso vou nessa. Falar sobre o tempo talvez?

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Pra que ele possa ser de alguém (parte II)

Beem... falando da viagem! Dizer que foi tudo ótimo seria mentira. Claro que aconteceram imprevistos PRA MIM. Coisas que pensei em fazer mas que não deram certo... errrr deixa eu tentar explicar. Sabe quando você vai pra um lugar, sem saber ao certo o que vai acontecer mas já tem tudo mais ou menos martelado na cabeça? Tipo: "de manhã vou acordar bem cedo, comer, e depois vou pro quarto fazer chapinha e dormir de novo". É só um exemplo, claro que eu, sendo quem sou não pensaria nada assim né? Hehe então! Essa viagem foi bem esclarecedora pra mim. Provou que algumas pessoas são o que sempre pensei delas e outras totalmente o contrário. Percebi que não devo guardar nunca o que sinto, seja pra quem for. E claro, a lição mais valiosa: não ligar pra o que as pessoas falam de mim. 
É, ok, eu posso já ter dito pra algum amigo ou amiga minha pra não ligar pro que os outros falam e simplesmente viver, porém isso não é tão fácil quando se trata da minha pessoa. Infelizmente essa sociedade atual não é muito piedosa com as outras pessoas né? Digo, às vezes me pego, sem querer querendo, falando da vida de alguém sem nem sequer conhecer a pessoa na vera (na verdade, de fato...). Costumes do século XXI que eu honestamente tento, mas não consigo entender. Eu, que já fui vítima de muitas presepadas de fofoquinhas, às vezes ainda me pego na besteira de falar dos outros... claro, tento me policiar de um jeito mais árduo do que nunca pra que a besteira não volte. E claro né, porque reina a regra de ouro: "Faça aos outros aquilo que você gostaria que fosse feito à você mesmo". Quem que gosta de ser alvo de fofoca? Eu não! E tenho até trauma. Por isso não faço muita coisa que gostaria com medo do que os OUTROS vão sair falando; com medo do que os OUTROS vão pensar de mim; com medo do que os OUTROS vão fazer com base no que fiz. Mas como disse um amigo meu esse fim de semana: "Porque você não mandar eles todos pra uma *****?". Não é exatamente isso que vou fazer, claro, regra de ouro e tal. Mas decidi que à partir de agora vou viver por mim e não pelo que os OUTROS vão pensar, pelo que me faz feliz. É, essa foi uma boa descoberta.
A péssima descoberta foi que... sabe quando você tem um amigo, tão seu amigo que você apesar de saber que ele está claramente errado ainda acredita nele? Aquele que você conta tudo, até suas dúvidas?  Pois é, esse meu amigo... não é tão meu amigo quanto eu pensava. Posso depois me arrepender de estar dizendo isso, mas tenho que dizer. Não saber ouvir o que os outros têm a dizer sobre você, e saber falar dos outros, não é uma característica muito louvável; muito pelo contrário, é uma característica de pessoas que sabem que fazem besteira mas que não gostam de serem criticadas por tais. Já quando o assunto é falar dos outros a língua se estica mais que de cobra... e não saber o que quer? Pelo amor de Deus! Acho que saber dar um ponto final à situações da vida vale mais que tão somente a textos. Por favor, que fique bem claro, agora comigo vai ser assim: se quiser me criticar, tem que ser NA CARA. Se não consegue falar pessoalmente nem fala! Só mais uma coisa: msn NÃO substitui uma conversa cara a cara! #fikdik

Pra que ele possa ser de alguém (parte I)

Poxa vida, quem diria que fazer vinte anos não seria tão ruim quanto eu achava que fosse ser? Pois é, adorei de fato! Foi um aniversário um tanto o quanto diferente eu diria. Começando pelo dia anterior, na abertura dos jogos da minha irmã mais nova. Ow celebraçãozinha estranha viu? Pra mim abertura de jogos é em ginário fechado de colégio, CHEIO de gente e com todas aquelas coisas de colégio (entrada de cada série, juramento, hasteamento da bandeira, entrada da tocha e etc...). Mas você ir pra um colégio esperando isso e ter arquibancadas ao ar livre pra pouquíssima gente, estarem dando pipoca e sorteando camisetas antes das apresentações e ser competição MESMO fugiu bastante de meus padrões e admito ainda não saber se gostei (das apresentações gostei e muuuito é claro!)... fora que era pra ter começado às 19h, chegamos lá umas 18h30 e esperamos tanto tempo que quando chegamos em casa já era meu aniversário! Daí em diante só alegria (será?). Tive café da noite, já que não acordo de manhã cedo, e quando acordei mais tarde fui arrumar minha mala pra viajar. Almoço com a família e depois passeio no lindo Shopping Iguatemi (é Iguatemi mesmo pra mim HUMPF! Me criei chamando de Iguatemi e depois vem um espertinho e diz "ah não, agora vai ser Maceió Shoping". Ele que se vire na cama à noite, mas pra mim é Iguatemi e PONTO!) com minha irmã mais velha. Fazia tempo que eu não saía pra passear só por passear mesmo... e vou dizer viu, faz falta! Enfim, depois disso ela foi me levar pra viajar! Claro que nem tudo são flores: o ônibus que íamos era da UFAL, e por ser assim não pode trafegar à noite e nem pelo litoral. Quando já tava todo mundo empolgado no ônibus liga algum lindinho pro motorista e diz que a gente não vai poder viajar AHAHAHAHA como eu queria que fosse brincadeira! Mas não era... daí tivemos que fazer a volta e dormir por aqui mesmo... mas não é que foi legal? Meus pais apareceram com um bolo e fizeram a alegria da galera (que breega Jesus!), o que não quer dizer que foi a minha alegria. Não quero dizer que eu não quisesse que eles fossem, muito pelo contrário, eu que pedi. Mas bolo não é minha praia (e praia também não é minha praia)... é doce demais! Tá bem, sou chocólatra e não gosto de bolo, qual o problema? Aquele glacê nojento, aquela massa sem gosto; ainda tem uns que vem com uma cobertura cebosa que parece manteiga ECA! Ui, ui.. voltando! Quando eles foram embora fomos dormir né? Afinal cada uma tinha tomado seu dramin querido e tal. É, todo mundo dormiu mesmo exceto eu. Não consegui pegar no sono; a rua tava uma zuada danada, eu tinha muita coisa na cabeça e de quebra tava com calor! Mas foi emocionante ficar acordada por tanto tempo hehe na viagem eu até que consegui dormir. Poxa, como sempre ficou longo demais! Vou dar uma parada por aqui, quem sabe mais tarde eu volte pra escrever mais sobre esse lindo fim de semana? Afinal estou a semana toda sem aula né? Siiiiim congresso acadêmico, amo você!




 




ps.: escrevi isso na terça e minha internet só voltou hoje! Ô vidinha mais ou menos essa de internet da OI viu! :@
ps2.: quem me acha aí?

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Sem título (é melhor!)

Nossa... nunca me senti como hoje na aula. Mal, MUITO mal. Mas diferentemente de como eu me sentia ano passado que era mal em relação à turma, quem me fez ficar pra baixo foi a professora. Uma professora que eu soube ser PhD, que fala 5 línguas e blábláblá não sabe como tratar as pessoas... é, coisas da vida. Acho que ao invés de interagir ela estuda. Desculpa a ignorância, mas eu prefiro passar a minha vida toda sem estudar e ter relacionamentos, saber como tratar as pessoas e tal do que ser uma estudiosa LOUCA que grita com os alunos. Acho sinceramente (muahaha o blogger aqui não reconheceu a palavra "sinceramente", é o país no qual estamos!) que aquela mulher só ensina, e numa federal ainda mais, porque além de ganhar bem ela não pode ser demitida por deixar as pessoas deprimidas (esqueci o nome do processo!) porque senão ela tava ******! Ela pode dizer o que for mas eu sei que sou melhor, e MUITO melhor do que ela. Quem já se viu gritar com o aluno ele estando falando baixo e fazendo uma pergunta? Pois agora você vai ver como vai ser meu trabalho!
Fui embora mais cedo da faculdade, assim que pude, não estava mais aguentando segurar o choro na frente da turma inteira. É, quando fico com raiva eu choro. Tenho probleminhas? Eu seeei! Mas acontece... tem gente que grita, tem gente que bate e tem gente que chora. Faço parte do terceiro grupo de retardadinhos! Ah sim e vale ressaltar que essa semana inteira não tenho dormido tanto quando estou acostumada então o estresse está à flor da pele!

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Ê lerê...

É vidão, você realmente se afastou de mim de um jeito que noooooss'inhora! Seis meses de férias agora me parecem tão necessários, ou ainda mais que isso: desejosos! Quer dizer, pra falar a verdade não. Seis meses é coisa demais; muito tempo, nada pra se fazer. O contrário do que sinto atualmente! Atolada de trabalhos, sem tempo nem de PENSAR em sair com os amigos, nem de viajar, nem de fazer uma festa de aniversário pra mim mesma... poxa falando nisso... só faltam 9 dias! Poxaaaaaa 9 dias pra eu, com essa minha cara de QUINZE fazer VINTE! Ai, ai pai do céu, preciso me conformar com a minha idade e pronto! Comecei a encucar com isso ano passado quando acordei JURANDO que tinha 17 quando na verdade quem tinha essa idade era minha irmã mais nova (que é DOIS ANOS mais nova que eu! E já tá com 18! Puuuts...) hehehe louca não? Acontece, acontece. Mas mudando de assunto... acabei de assistir o último episódio de Glee que saiu nos EUA. É porque a FOX daqui é uma falta de respeito! Enquanto fora daqui está no terceiro episódio da segunda temporada, aqui ainda tá na primeira temporada, lá pelo meio ainda por cima! É, mas voltando! Chorei pacas! É, tá bom, sei que não é novidade eu chorar com tudo (ou quase tudo). Mas eu queria saber cantar como eles poxa :( ainda mais porque eu AMO cantar, e cantar sendo uma lástima é fogo, ninguém fica perto! Tá bom que como a Charice Pempengco é DEMAIS né mas uma afinadazinha não faz mal à ninguém! Ok, tem alguém com ouvido o suficiente pra me dar umas aulas? hehehe e claro, que tenha MUITA paciência! Ave, vou parar de escrever já.. acabou de me ocorrer que nem pra isso tô tendo tempo! Muitos trabalhos pela frente... ê lerê, eita vida!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Estudar e refletir...

É, acabei de voltar da faculdade; cedo? Sim, sim e GRAÇAS À DEUS diga-se de passagem porque não tive a última aula. É, os professores adoeceram, sei que isso não é uma coisa boa, entretanto não posso deixar de agradecer por isso já que eu não tinha feito uns trabalhos aí... desculpa, mas não sou NADA boa em desenhos; às vezes penso em desistir da faculdade e tentar a vida na Broadway (MENTIRA!) mas depois sempre me dizem que essas coisas a gente só vê no início do curso daí tô empurrando pra ver no que dá... vai que eu vou virar artista plástica algum dia? MUAHAHA é, chega de piadas internas, vamos falar sério!
Hoje tivemos prova... e como sempre não consegui estudar. É um defeito meu esse de achar que só prestando atenção na aula eu consigo sempre chegar aonde eu preciso e quero. Felizmente ano passado consegui mudar um pouco esse meu jeito e estudei pro vestibular; por isso passei. Eu tenho isso na cabeça mas infelizmente não ao ponto de sentar e estudar uma madrugada inteira se necessário... oh Deus, o que aconteceu comigo no momento em que nasci? O médico bateu minha cabeça na parede com raiva dos próprios problemas? Minha irmã mais velha me deu algum veneno pra roubar minha inteligência e persistência? (ooooh o drama, que coisa mais feia!)
Bom, fora isso mais nada aconteceu no meu dia hoje. Quer dizer, deve ter acontecido... sempre tem muita coisa ocorrendo onde estudo mas hoje eu tava "K-kinda busy" e não prestei atenção em naaada!
É, acho que por hoje é só!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Tarde?

É, é, fazem três dias que não posto nada, sei disso. E também sei que ninguém lê isso aqui pra se importar com isso então... kkkkkkkkkkk
O que me aconteceu esses dias? Bem, pra falar a verdade só tô me lembrando agora do que aconteceu ontem e hoje porque 'já' são 22h18 e tô sem cabeça pra pensar no que me aconteceu há dois dias atrás. Pra falar a verdade eu não sou de dormir tão cedo, mas depois que comecei a levar minha faculdade mais à sério e a estudar mais, fazer os trabalhos no dia certo e tudo mais, o cansaço tem me acompanhado pra todo lado! Então.. ontem! Fui fazer minha prova prática no detran hahaha fui à missa logo cedo pra ficar bem tranqüila na hora da prova né? Rezei um terço e tudo mais porém não tinha como ficar tranqüila com aquele cara me olhando feio e com aquela mundiça de platéia assistindo tudo, né? Ainda mais com meu professor idiota do lado de fora (odeio ele, fato!). É, perdi a prova. Mas sinceramente, não acho que aquilo diz nada não. Posso parecer, sei lá, que tô me achando e tal, mas não acho que fazer uma baliza com um examinador olhando vai te dizer se você sabe ou não dirigir ok? É a mesma hipocrisia que provas de vestibular. Pra mim pelo menos. Mas continuando com meu dia de ontem. Quando percebi que não havia passado na merda do teste fiquei tão... chocada! De verdade! Eu nunca tinha errado a porcaria da baliza nem 5 vezes nas aulas e chega lá e eu erro? É muito azar (e muita tremedeira na mão) viu? Mas fazer o quê... pra mim tudo é aprendizado! Acho que se não passei não significa que não sei, mas que terei a oportunidade de fazer ainda melhor e mais segura da próxima. Bem, chorei bastante na hora claro, jurava que ia passar de primeira. Mas depois do choque me acalmei e vim pra casa com mainha (é, eu falo mainha meRmo e daí?). Dormi até umas 14h (minha aula começa às 13h30 hehehehehe) e depois fui pra aula. Beeem, na aula ocorreu tudo bem né?! Cheguei quando a aula de P1 já tinha terminado mas consegui assinar a lista de presença (sou brother! [não, isso não quer dizer que sou macho, é uma expressão usada na turma kkkkkkk]). E a aula de cálculo foi ótima. É, eu gosto de matemática sim, e muito! Só não gosto quando tô com dificuldade de aprender, o que graças à Deus não está sendo o caso. Bem, depois vim pra casa e tentei me contactar com um amigo meu que tava fazendo aniversário mas o lezado nem pra dar sinal de vida. Fazer o quê, né? Fui dormir e mandei uma mensagem avisando e dizendo que era pro aniversário ter sido bom demais pra ele ter dispensado minha ligação. Não é que ele mesmo ligou? Detaalhe: ele mora há 2 estados de distância daqui! Eu tava morrendo de sono mas acho que isso deixou meu dia um pouco melhorzinho, apesar do infeliz ter mangado porque não passei na prova ¬¬' nem deu pra falar sobre meu dia hoje porque vou dormir, tô com MUITO sono e já são 22h36 :( só sei que depois de muito tempo comi sushi e sou uma pessoa realizada novamente! MUAHAHA

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Ai, ai...


Errr descrever como o dia começou hoje? Fácil! Primeiro tenho que dizer que dormi às 2h da madrugada porque tava 'estudando' pra minha prova oral do inglês. É, eu sei que nunca estudei pra prova nenhuma de inglês, inclusive foi exatamente isso que minha irmã me disse... mas estudar de vez em quando é bom né? Ainda mais quando já se é formada na língua, se está cursando em outro lugar diferente do primeiro pra ter um diploma melhor e aprender bem e, de tira colo, se tem medo de repetir! Repetir? É isso mesmo: r-e-p-e-t-i-r! Segundo um dicionário aqui da internet (porque tô com preguiça de ir buscar o Aurélio) a definição é: Repetir - dizer ou fazer novamente a mesma coisa. Então imagina aí se eu repetisse um nível no inglês... seria como se eu tivesse fazendo ele pela terceira vez, nada honrável não? Mas voltando ao foco! Meu dia hoje! Então, dormi às 2h e acordei às 6h porque minha carona era nesse horário. Tudo bem que meu inglês começa às 8h mas isso é só um detalhe, não? É, suspeitei que não. Ficar na porta da reitoria, na frente daquela linda (oh e como é linda) praça com um monte de marginais (depois comento sobre isso...) ao redor e um monte de estudantes sonolentos te encarando é suuuuper interessante! Isso sem contar que fui ao inglês pra absolutamente nada! Quer dizer, pra não dizer que foi pra nada eu descobri que na reitoria tem Wi-Fi! Ou seja, estudante querido, se você não tem internet em casa, e não tem medo de dançarinos malucos que ficam fazendo danças obscenas no meio do pátio, e também tem um CARRO, porque ir à reitoria de ônibus e com um notebook não é lá uma boa idéia (hahaha), pode ir lá "roubar" a internet porque, afinal, Wi-Fi sem senha tem mais é que ser usada! É, o que eu fiz no inglês além de mexer na internet do meu lindo e novo celular? Só fiz entrar na sala, corrigir umas 3 palavras de um texto, congelar de frio e encarar meus lindos coleguinhas de turma. Tudo isso em 30min! Depois disso fui ao sofrimento que me aguardava.. oh céus, eu nunca tenho a noção exata do quanto eu detesto e temo dentistas até estar já sentada na cadeira deles e encurralada né? Só quando eu não tinha mais pra onde ir me toquei no quão grave era minha situação! Quando ele disse "vou anestesiar ok?" até dei umas três respiradas fundas pra poder estar preparada por via das dúvidas... o que acontece é que tenho pavor de agulhas. Nem é trauma de infância, porque pelo que me consta isso só veio acontecer comigo quando eu tinha meus 16 anos e fui fazer exame de sangue. Tudo bem que o fato de ter aparecido um infeliz conhecido meu e me mostrar o braço todo ferrado de furadas deve ter causado algum defeito ao meu cérebro porque daí a desmaiar TODA vez que se faz exame de sangue é demais hein! Isso sem contar o fato de que tenho problema de tireóide hahaha não gosto nem de imaginar! Mas então voltando ao dentista! Não sei se ele ficou com medo pelo que aconteceu da última vez (não, eu não desmaiei mas fiquei por um fio... morri de vergonha!!) e só aplicou uma anestesia ou se ele achou melhor mesmo. Sei que por um milagre de Nosso Senhor Jesus Cristo (AMÉM!) não desmaiei! 
Fiquei tão feliz que saí de lá jurando à mim mesma que ia fazer meu segundo furo esse final de semana. Daí cheguei no carro e fiquei zonza, oh ironia do destino! Mas me aguardem... meu segundo furo ainda virá! Ah, e meu piercing também!
ps.: a internet ta uma droga aqui! OI sucks!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Trabalhos e mais trabalhos...

Tipo, comecei a pensar na idéia de fazer um blog porque a professora da faculdade pediu pra gente fazer um texto sobre nós mesmos e tal e daí comecei a perceber que não sei me descrever de jeito nenhum! Bem... eu não sei me descrever, oi? Sou maluca? Bem, não sei, e é examente esse o problema capisce? Capisce... entendeu em italiano. É, tô fazendo italiano. Sei lá, simplesmente me deu vontade de começar a aprender novas línguas, virar uma poliglota, quem sabe como meu próprio professor de italiano que eu soube que fala sete línguas... SETE LÍNGUAS! Fiquei impressionada e com inveja, não vou mentir! Por gostar de viajar, acho que aprender outros idiomas deveria ser uma paixão pra mim, certo? Bem, não sei se é uma paixão ainda, mas que com vontade eu tô isso é bem verdade! Apesar de achar que não vou me dar muito bem em todas as que eu fizer, esse mercado competitivo ultimamente tem me deixado com bastante medo. Ainda mais pelo lado de que eu tô fazendo um curso no qual os profissionais não são tão valorizados quanto deveriam, e muitas pessoas simplesmente ignoram a existência de tais e fazem tudo por conta própria. Tá certo que tem muita frescura e muita gente besta que cursa, mas fazer o quê se é isso que eu quero fazer né? Nããão, não vou dizer meu curso! HAHAHA mudando um pouco a linha de raciocínio. Falemos agora de mim! Falemos não né, afinal, só eu tô falando aqui! Errr tenho 19 anos, prestes a fazer 20 mas morrendo de medo... é, de fato não quero não, nem me perguntem o porquê que eu não sei explicar. Quer dizer... ter cara de 15 e sempre gostar de meninos com a minha idade ou um pouco menos ajuda bastante pra que eu não queira de jeito nenhum! Ah, claro, ser nanica também é um fator negativo pra mim. Ok, sei que a população tem seus "altos" e "baixos" mas abaixo de 1,60 é demais né? Às vezes queria ser ao menos 10cm mais alta, ajudaria bastante em shows por exemplo! Ter cara de piveta é ótimo quando se é alta, mas quando tudo conspira contra sua idade, ser mais velha do que se imagina não é tão legal quanto todo mundo acha que é. Ter cara de 13 com 15 ainda vai. Cara de 15 com 17 também. Mas continuar com a cara de 15 quando se está prestes a fazer 20 não ajuda em NADA em... nada! Sem comentários sobre isso ok? Hummm... acho que agora preciso ir dormir né? Prova de inglês amanhã e dentista... ao menos não vou à aula (seria esse um ponto positivo? Se levar em conta que não vou devido ao fato de levar uma seringa na boca e provavelmente DESMAIAR acho que isso não fica tão positivo assim...) né! Espero poder escrever mais em breve e ir me descobrindo... eis a essência de existir, pelo menos eu acho que sim! Nunca se sabe ao certo quem se é, nem o que se vai ser! E como eu diria no twitter: #partiu